DOP “Mel dos Açores”

O “MEL DOS AÇORES” é um mel de néctar obtido a partir dos néctares de incenso ou multiflora produzidos no arquipélago dos Açores,



As características específicas do “MEL DOS AÇORES” são as seguintes: (outras características comuns encontram-se na legislação específica para o mel)

  • Teor de sacarose: em geral no máximo 10%; mel de Incenso no máximo 15%.
  • Índice diastásico (escala de Shade): no mínimo 3.

O mel de incenso apresenta as seguintes características:

  • O mel de Incenso é obtido a partir de néctar proveniente principalmente de Pittosporum undulatum Vent., em floração desde fevereiro até abril. Esta época de floração poderá variar.
  • O mel de Incenso possui valores baixos de acidez e condutividade elétrica, muito baixos de índice diastásico e valores mais elevados de sacarose.
  • Cor: É um mel muito claro (por vezes quase incolor) até uma tonalidade âmbar claro, no máximo 50 na escala de PFUND.
  • Odor: delicado e perfumado
  • Sabor: muito doce com paladar típico.
  • A principal característica definidora deste mel é a componente polínica cuja presença de pólen de Pittosporum undulatum Vent. é superior 30%. Normalmente é acompanhado de pólens de Eucalyptus spp e outras espécies em menor escala.

O mel multiflora apresenta as seguintes características:

  • O mel multifloral é proveniente de néctar produzido por diferentes espécies: Pittosporum undulatum Vent., Eucalyptus spp, Metrosíderos excelsa Gaertner, Acacia spp, Trifolium spp, Castanea sativa Mill., Rubus spp, etc.
  • Cor: a cor deste mel varia entre o âmbar claro e a âmbar escuro, no máximo de 114 na escala de PFUND.
  • Sabor: rico e perfumado denotando a variada flora que lhe deu origem


ÁREA GEOGRÁFICA

A zona geográfica de produção dos méis a proteger pela Denominação de Origem “MEL DOS AÇORES” é a do Arquipélago dos Açores.

O “MEL DOS AÇORES” apenas pode ser produzido por apicultores cujas explorações estejam localizadas na área geográfica, que se comprometam a cumprir o estipulado no caderno de especificações e que submetam ao respetivo regime de controlo a totalidade da sua exploração.

Caderno de Especificações Alterado – Em Análise